segunda-feira, 21 de maio de 2012

MEMBRO: DEISE FORMENTIN



DEISE FORMENTIN
.

É Funcionária Pública por profissão e escritora por vocação, é Agente Administrativa na Secretaria de Educação e Cultura do Município de Sangão–SC, há 12 anos, cidade onde reside desde que nasceu. Graduada em Pedagogia pela UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina) e em Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos pela UNICID (Universidade Cidade de São Paulo). Pós-Graduanda em Gestão de Pessoas no Setor Público pela POSEAD. É associada da REBRA(Rede Brasileira de Escritoras), da LITERARTE(Associação Internacional de Escritores e Artistas) e também do Poetas Del Mundo. Escreve poesias desde os 15 anos, sendo que participa de concursos nacionais e internacionais de poesia desde 2004. Publicando textos(poesias e contos) em 18 Antologias Literárias e o Livro Juvenil: “A Amizade Ultrapassa os Limites da Vida”.
Sangão-SC
.
.
ANJO DA GUARDA
.
Simplesmente assim
Quando em um dia qualquer
Em algum lugar
Perdida em meus pensamentos estava
Foi que encontrei um anjo de asas caídas
Ao lado de crianças que num parque brincavam
Do nada ele apareceu
Olhou pra mim e sorriu
Era lindo
Colocou seus dedos sobre meus lábios
Pedindo-me que silenciasse
E de modo algum denunciasse
Sua presença ali
Se dizia feliz por alguém poder vê-lo
Queria ser humano
Que sandice oh vida!
Eu querendo ser anjo e ele mortal
Pensei em trocarmos de lugar
Mas não seria justo com ambos
Porque após uma experiência dessas
Sabíamos que nada mais seria como antes
Éramos de mundos e dimensões totalmente opostas
E teríamos que abdicar de muitas coisas
Para que isso se tornasse possível
Amizade eterna nasceu
E ele meu anjo da guarda tornou-se
E seguimos lado a lado ainda como anjo e mortal
Como sempre fomos
Cada qual no seu lugar
Com tamanha curiosidade sim,
Mas, pacientemente seguimos em frente
Um dia quem sabe...tudo pode mudar...
            Deise Formentin
.
.
DIAS DE CHUVA...
.
Dias de chuva são por si só maravilhosos
Melhor ainda se o dia em questão for domingo ou feriado
E você puder dormir até tarde ou ler
Tudo ao som das gotinhas a cair
E você a reviver momentos que já se foram
Há muito tempo
Mas que ressurgem com a mesma intensidade
Do fundo de nossa memória
Ah os mistérios da Natureza!!!
Ah os milagres de Deus!!!
Lembrar do amor...
Do primeiro beijo
Dos sonhos há muito esquecidos
Dos planos para o futuro
De um futuro que veio
E que talvez não se pareça em nada
Com o que sonhávamos
Ou muito além do que prevíamos
Dos sucessos que alcançamos
Dos fracassos que tivemos
Das lutas para conseguirmos sempre o melhor
Das alegrias
Das tristezas
Das ideias não aproveitadas
Das oportunidades perdidas
Das loucuras que fizemos
Mas que deram certo
Das viagens
Das pessoas que conhecemos
Saudade dos que passaram por nossa vida
Dos que fizeram a diferença
Dos que apenas demos um único “oi” e “até logo”
Dos que marcaram
Dos sorrisos
Das lágrimas
Das festas
Dos muitos “adeus”
Dos muitos “cheguei”
E dos que ainda virão
E que já estão nos fazendo falta
Ah a vida é sempre uma caixinha de surpresas
Um baú de antiguidades misturado com novidades
E que sempre nos faz transbordar de emoção...
                              Deise Formentin
.
.
“MEUS OLHOS...”
.
Meus olhos tudo veem e nada alcançam
Só o vento os pode tocar
O cisco que neles cai
É que às vezes ofusca nossa visão
Para a vida e principalmente para o amor
Que nos faz fechar os olhos
Aprisionar a alma
Trancafiar o coração
Atrás de grades de uma enorme prisão
Isso nos torna duros e cruéis
Por acharmos que é possível
Viver em um mundo sem o amor
Ao sentirmos dor
Bloqueamos nossos sentidos
Para não sofrer de novo
Nem passar por novas desilusões
Sequer tocar a infelicidade
Ou deixar–se ser tocado por ela
Mas no fim, mesmo sem querer
Novas decepções surgem
O que nos faz crescer e amadurecer
Para só então encontrar a felicidade
E deixá-la permanecer em nosso caminho
Até o fim dos dias
Embora ainda assim a tristeza
Talvez apareça de vez em quando
E tente nosso tapete puxar
Talvez até nos rendamos a ela por um tempo
Mas logo reerguidos e felizes estaremos
Assim é o mundo e a vida sob meus olhos...
                    Deise Formentin






Um comentário:

  1. Parabens pelos belíssimos versos!!!
    Beijabrações
    www.luizalbertomachado.com.br

    ResponderExcluir